Noticias

Apple pedirá à Suprema Corte dos EUA para desfazer ordem sobre App Store em caso da Epic Games

Ordem da juíza determinou que a Apple não pode proibir os desenvolvedores de fornecerem links e botões para opções de pagamento em seus aplicativos que levem os consumidores para fora da App Store

A Apple disse nesta segunda-feira que pedirá à Suprema Corte dos Estados Unidos para ouvir sua contestação à ordem de uma juíza em um caso antitruste movido pela Epic Games, fabricante de “Fortnite”, que pode forçar a fabricante do iPhone a mudar suas práticas de pagamento na App Store.

A Apple disse em um processo judicial que pedirá aos juízes que analisem seu recurso em relação à decisão emitida na sexta-feira pelo 9º Tribunal de Apelações dos EUA, com sede em São Francisco, que manteve em vigor a maior parte da ordem emitida em 2021 pela juíza distrital Yvonne Gonzalez Rogers.

Apple reduz planos de produção do Vision Pro devido a desafios com design
Ações da Apple batem recorde, se aproximam de US$3 tri em valor de mercado
A ordem da juíza determinou que a Apple não pode proibir os desenvolvedores de fornecerem links e botões para opções de pagamento em seus aplicativos que levem os consumidores para fora da App Store — uma medida que pode reduzir as comissões de venda pagas à Apple.

A Epic processou a Apple em 2020, contestando a taxa que a Apple impõe aos pagamentos feitos dentro do aplicativo. A Epic buscava uma liminar para impedir a prática da Apple, e não danos monetários.

Rogers decidiu contra a maioria das alegações da Epic, embora tenha emitido a ordem a qual a Apple agora está contestando.Nos recursos apresentados ao 9º Circuito, a Epic contestou partes importantes da decisão da juíza que favoreciam a Apple, enquanto a Apple contestou a determinação relacionada à App Store.

Em abril, o 9º Circuito manteve a maioria das ações da juíza. Na sexta-feira, rejeitou as petições da Apple e da Epic instando o tribunal a rever sua decisão de abril.A Epic Games também pode pedir à Suprema Corte para ouvir seu recurso.

Os advogados da Apple, no documento protocolado nesta segunda-feira, afirmaram que o 9º Circuito foi longe demais ao emitir uma liminar nacional contra a Apple alegando que ela violou uma lei estadual da Califórnia de concorrência desleal.

A Apple disse em sua petição à Suprema Corte que levantará questões “abrangentes e importantes” sobre o poder dos juízes de emitir liminares amplas.

What's your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0

You may also like

More in:Noticias

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *